aula fisioteraparia para queimados

Download Aula Fisioteraparia para Queimados

Post on 15-Apr-2017

146 views

Category:

Health & Medicine

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Gravidade das leses agudasSeqelas para sempre2/3 em casaAdolescentes lquidos combustveisCrianas lquido superaquecidolcool sobressai 20% das queimadurasCentros de Queimados no Brasil poucos e leitos em menor nmero que o necessrio

  • Equipe Multidisciplinar:Clnicos Intensivistas PsiclogosFisioterapeutasAnestesiologistasPediatras Intensivistas Enfermeiras, Auxiliar e Tcnico em EnfermagemCirurgies PlsticosNutricionistasAssistentes SociaisTerapeuta Ocupacional

  • Grau de Queimadura:Determinar a profundidade do trauma trmico na pele.Primeiro Grau:Atinge a camada mais externa da pele. No provoca alteraes hemodinmicas e sem alteraes clnicas significativas. Hiperemiada, mida e dolorosa. Ex: raios solaresSegundo Grau:Atinge a epiderme e parte da derme. Formao de bolhas ou flictemas. Ex: lquido superaquecido.

  • Grau de Queimadura:Terceiro Grau:Todas as camadas, e as vezes outros tecidos, como hipoderme, msculo e sseo. Apresenta aspecto esbranquiado ou marmreo. Reduz elasticidade tecidual. Causa eltrica ou trmica.Quarto Grau:reas Carbonizadas

  • Diferenciar a queimadura de 2 grau profundo e leso de 3 grau Durante a prpria evoluo da queimadura, uma infeco ou uma grave instabilidade hemodinmica podem aprofundar a leso Reavaliao decorridas 48-72 horas da leso

  • Grau Sinais Sintomas1 Eritema Dor2 Eritema + bolha Dor, choque3 Branca Choque4 Carbonizao Choque grave

  • *rea Queimada:Crianas diferente de adultoAdultos regra dos 9 (Polaski e Tennison)Crianas tabela de Lund BrowderSuperfcie corporal semelhante a partir da puberdade

  • Regra dos Nove:No adulto: Cabea e pescoo 9% Tronco anterior 18% Tronco posterior 18% Membros superiores 18% (9% cada) Membros inferiores 36% (18% cada) Perneo 1%

  • Regra dos Nove:Na criana: Cabea e pescoo 21% Tronco anterior 18% Tronco posterior 18% Membros superiores 18% (9% cada) Membros inferiores 24% (12% cada) Perneo 1%

  • Gravidade da Leso: Forma indiretaDoena de base, agente causal, traumas associados a queimadura, idade do paciente, Leses de vias areas90 a 100% de mortalidade mesmo com superfcie corporal queimada de pequena ou mdia intensidade

  • Leses Trmicas:Profundidade e extenso* Queimaduras leves sem indicao de internao: 1 grau qualquer extenso 2 grau menores que 10% 3 grau menores que 2%

  • Queimaduras ModeradasIndicao depende de outros fatores: 2 grau entre 10 a 20% 3 grau entre 3 a 10% * Queimaduras graves internao sempre: 2 grau que excedem 20% da SC 3 grau que excedem 10% da SC

  • Queimaduras moderadas - fatores:Menores de 2 anosDe acordo com a etiologia (eltrica, qumica)Concomitncia de doena sistmicaCrianas menores de 2,5 anos e adultos com idade superior a 65 anos pior prognstico

  • Choque do Queimado Graves alteraes hemodinmicas Aumento da permeabilidade capilar promove inundao dos tecidos queimados provocando um filtrado plasmtico Diminuio do volume circulante, elevao do hematcrito a valores entre 45 e 55% Aumento da viscosidade sangnea e da resistncia vascular perifrica

  • Choque do QueimadoPassagem do filtrado plasmtico atravs dos poros capilares aumentados provoca reduo importante da presso coloidal-osmtica plasmtica e fuga dos lquidos dos vasos para o interstcio dos tecidos no queimados resultando em hipovolemia severaBURN SHOCK - grave choque hipovolmico

  • Auto Enxertos Cutneos Auto-enxertia cutnea: principal cirurgia do paciente queimado em sua fase aguda Troca de curativo imprescindvel 1 vez no mximo at 48 horas aps a cirurgia:

    1. Observar o posicionamento do enxerto 2. Possibilitar a drenagem de seromas e hematomas, caso eles existam, evitando infeco e conseqente perda do enxerto

  • Classificao dos EnxertosAuto-enxertoHomoenxertoHeteroenxertoAloenxertoXenoenxertoMembranas amniticasCurativos biolgicosBilaminados sintticos com base em colgenoQueratincitos autlogos cultivados

  • Auto-EnxertosTipos de enxertosFragmentados - em desusoLaminaresExpandidos mesh grait - proporcionam aumento de 1,5 a 9 vezes na largura da faixa de peleAuto-Enxertos

  • Desvantagens do Enxerto Fragmentado Ruim do ponto de vista esttico e funcional Desagradvel Aspecto de mosaico Pequena resistncia aos atritos e traumatismos A cicatriz resultante entre os pequenos enxertos em geral hipertrfica ou queloidiana e sujeita a dor e prurido Retrao cicatricial secundria

  • Desvantagem do Enxerto de Pele Total Cicatrizao da rea doadora

    Desvantagem do Enxerto Intermedirio de Pele Parcial Diferena de colorao de face

    Desvantagens do Enxerto Fino Acentuada retrao cicatricial secundria Pouca resistncia aos atritos e traumatismos Discromia

  • Revascularizao Entre as duas superfcies cruentas surge uma camada lquida composta de linfa intersticial, onde se encontram alojados elementos figurados do sangue A fase inflamatria tem incio algumas horas mais tarde Distingue-se pela destruio celular e do prprio cogulo. A partir da, aparecem os lquidos plasmticos

  • Revascularizao A sobrevivncia do enxerto nas primeiras 48 horas mantida com nutrio por osmose. O enxerto fica embebido em lquidos plasmticos Incio da revascularizao 3 - 4 dia atravs de brotos vasculares Consolidao 7 - 8 dia

  • Reinervao No se faz completamente e jamais atinge a alta especificao da pele normal O processo demorado e varia de 10 a 15 meses e ainda tanto mais tardio quanto mais delgado for o enxerto

  • Conduta fisioteraputica Posicionamento Cinesioterapia respiratria Cinesioterapia geral Massagem Eletroterapia: correntes excitomotoras, microcorrentes, LASER, TENS, US

  • Conduta fisioteraputica Crioterapia Radiao UV Radiao IV

  • "O pior erro que voc pode cometer na vida o de ficar o tempo todo com medode cometer algum.

    Elbert Hubbard